More
    HomeSegurançaCrise na Segurança - Associação dos Delegados pede afastamento de Henrique Maciel...

    Crise na Segurança – Associação dos Delegados pede afastamento de Henrique Maciel da direção da Polícia Civil

    A crise na Polícia Civil do Acre se agrava a cada dia, aumentando s insatisfação dos delegados e da maioria dos servidores.

    Esse agravamento ficou patente com a deliberação tomada em assembleia-geral da Associação dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Acre (Adepol), datado de 14 de novembro de 2023.

    O documento, dirigido ao delegado-geral da Polícia Civil, Henrique Maciel, expressa uma insatisfação generalizada e preocupações sérias quanto à atual gestão da instituição.

    Documentos semelhantes, pedido a troca do comando da Polícia Civil, foram enviados ao governador Gladson Cameli e ao secretário de Segurança Pública, Américo Gaia.

    Descontentamento com a atual gestão

    Os membros da Adepol relatam uma série de episódios que vêm, segundo a categoria, prejudicando o prestígio e a respeitabilidade da Polícia Civil.

    Entre as questões internas de maior preocupação estão as mudanças nas políticas de habilitação para recebimento de adicionais, aumento do interstício entre as classes para delegados e redução de direitos fundamentais como o horário de almoço/jantar dos policiais.

    Além disso, denunciam a exposição desnecessária e ameaças de remoção a servidores que questionam a gestão de Maciel.

    Implicações na Segurança Pública e Administração

    Segundo o documento da Adepol, as decisões da gestão atual levantam questões sobre a eficácia da Polícia Civil no combate à corrupção e na manutenção de padrões éticos.

    “A instauração de procedimentos apuratórios pelo Ministério Público e a investigação de denúncias de assédio sexual e outras práticas inadequadas em órgãos públicos estaduais destacam uma preocupante tendência de degradação ética e administrativa”, argumentam os delegados.

    Repercussão legal e social

    No ofício enviado ao governador, a Adepol salienta que consequências dessas denúncias são vastas, afetando a imagem pública da Polícia Civil e provocando respostas de várias autoridades.

    “A Adepol, em uma decisão unânime, solicita o afastamento imediato do atual delegado-geral, haja vista que ele não atende mais aos requisitos de conduta ilibada e defesa institucional”.

    LEAVE A REPLY

    Please enter your comment!
    Please enter your name here

    vale a leitura