HomePrevidência SocialGerente-executivo do INSS em Rio Branco vai à Câmara de Vereadores de...

Gerente-executivo do INSS em Rio Branco vai à Câmara de Vereadores de Sena Madureira debater situação do órgãos no município

Com quase 50 mil habitantes, Sena Madureira é a terceira maior cidade do Acre e está com atendimento suspenso do órgão à população.


Assessoria
O gerente-executivo do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em Rio Branco-AC, Rusemberg de Lima Costa, se reuniu, no início da semana, com a presidente da Câmara de Vereadores de Sena Madureira, Ivoneide Bernardino, para debater sobre a suspensão dos atendimentos do órgão naquele município.

Também estiveram presentes outros cinco parlamentares. Sena Madureira é a terceira maior cidade do Acre, com quase 50 mil habitantes.


Durante a reunião a presidente da Câmara agradeceu o comparecimento do gerente-executivo, ressaltando que pela primeira vez um gestor de órgão federal compareceu àquele parlamento para prestar esclarecimentos, especificamente, sobre a suspensão do atendimento ao público da população de Sena Madureira.


“Os vereadores enalteceram e parabenizaram nossa presença, dizendo que estávamos fazendo história, pois nunca um gestor do INSS do Acre tinha comparecido àquele parlamento”, destaca o gerente-executivo.


Segundo o gerente-executivo, os vereadores queriam saber o porquê da suspensão do atendimento na APS, pois a população a população estava muito irritada e cobrando atitude dos vereadores sobre àquela situação, dizendo a eles que era inaceitável.


“A presidente e os vereadores relataram que estão sendo cobrados pessoalmente e pelas redes sociais que, ao ver dos moradores, não fazem nada para o atendimento retornar”, explica Lima Costa.
Lima Costa relata que foi explicado que, ao longo dos últimos três anos, a APS que mais foi contemplada com recursos de diárias para envio de servidores foi a Sena Madureira.


“Diante do contigenciamento de recursos orçamentários para diárias foi adotado o critério técnico que, neste momento, só será atendido APS’s que tenham perícia médica e avaliação social. Infelizmente, a unidade de Sena Maudeira não se enquadra nesses critério”, diz.


De acordo com o gerente-executivo, outra reclamação foi sobre perícia médica, que muito tempo não é realizada na APS. Essas perícias aconteceram há meses, quando o PREVBarco aportou no município e a procura foi grande.


“Os vereadores querem um mutirão e, pelos menos, uma vez por mês atendimento de perícia média na unidade. Explicamos que o Departamento de Perícia Médica Federal é subordinada à Secretaria de Regime Geral da Previdência Social, que, por sua vez está subordinada ao Ministério da Previdência Social. E foge à nossa governabilidade”, frisa.


Na reunião surgiu a ideia de lotar servidor permanentemente na cidade, proposta que o gerente-executivo disse concordar, mas não teria como colocar em prática porque não tem como fazer a lotação pretendida.
“Os parlamentares informaram que iriam procurar os dois parlamentares federais representantes do município para marcar uma audiência com no Ministério, e levar esta preocupação do atendimento e perícia médica e buscar uma solução”, informa o gerente.


Ao final da reunião, os vereadores destacaram que o Ministério Público Federal deverá ser acionado, considerando que o órgão zela pelo cumprimento da lei e entende que neste momento a população está prejudicada.


“Informamos que, assim que for suplementado o orçamento e a SRNCO autorize deslocamento para APS Sena Madeira, enviaremos um servidor para retomar o atendimento aos segurados da Previdência Social naquele município”, finaliza.

vale a leitura