HomeEntre Espinhios e RosasJulgamento no STJ sobre Ptolomeu é visto como final de Copa do...

Julgamento no STJ sobre Ptolomeu é visto como final de Copa do Mundo pelos acusados

Quarta-feira, 19, é vista por muita gente como uma verdadeira final de Copa do Mundo.

Isso porque a Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) deverá julgar vários agravos regimentais impetrados pelos advogados das empresas e das pessoas físicas atingidas pela Operação Ptolomeu.

A Corte Especial é composta por 15 membros.

Relatora do processo, a ministra Nancy Andrighi determinou o bloqueio de R$ 120 milhões em bens dos acusados de desviar dinheiro público.

Desse montante, mais de R$ 10 milhões são do governador do Acre, Gladson Cameli (Progressistas).

Cameli é visto pela própria ministra como organizador e regente de uma organização criminosa responsável pelo desvio de R$ 828 milhões do erário.

O envolvimento do governador é tão nítido, que a Polícia Federal chegou a pedir a sua prisão, mas a ministra negou.

Nesta quarta-feira, várias empresas esperam ser liberadas para voltar a atuar, principalmente fora do Acre.

Um das empresas é a Etam, cujo proprietário é o pai do governador, o empresário Eládio Cameli.

Resta esperar até o julgamento.

Muita gente passará noites em claro.

Fato é que a ministra concedeu mais 90 dias para a PF concluir as investigações.

É muito tempo.

Haja coração…

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

vale a leitura